segunda-feira, 27 de junho de 2011

Nosso Deus pode transformar o mal em bem

"A ansiedade do coração do homem o abate, mas a boa palavra o alegra." Provérbios 12 -25

    Não há uma só pessoa em todo o mundo que possa se vangloriar de nunca ter tido qualquer preocupação. Infelizmente, todos passamos por sofrimentos, injustiças,mal entendimentos. Além disso, as próprias pressões da vida coloca sobre nossos ombro preocupações que, quase sempre, são difíceis de carregar: Filhos que, ás vezes, nos irritam, alguém doente, desemprego, falta de dinheiro e etc. tiram nossa paz e roubam nossa felicidade. Na verdade só perdemos a paz e a felicidade quando permitimos que os problemas nos controlem e não o contrário. A Bíblia afirma, por diversas vezes, que o Senhor transforma o mal em bem para aqueles que o amam e lhe obedecem (Romanos 8.28). Porém quando as preocupações toam conta de todas as nossas emoções, confunde nosso raciocínio e nos afasta da dependência de Deus, o resultado e irritabilidade, a irascibilidade e mau humor constante, nos tornamos "azedos", sempre de cara fechada, resmungando interior e exteriormente, e é muito difícil conviver com alguém assim.
    Não podemos escapar das preocupações, mas podemos encará-las do modo certo: como inevitáveis ao ser humano e para tentar solucioná-las, de nada adiante mau humor, irritação, palavras bruscas, amargura e principalmente, procurar aliviar nossa raiva sendo grosseiros com quem nos rodeia, isto é, com nossa família.
    A Bíblia nos encoraja a sermos amáveis com as pessoas, especialmente as de nossa casa. Portanto, devemos cuidar das palavras que saem de nossas boca, escolhê-las cuidadosamente com o propósito de promover a paz entre nossos familiares e sempre evidenciarmos nosso compromisso com Cristo, até mesmo através daquilo que falamos. Jesus é o nosso maior exemplo, porque, condenado injustamente, não tentou defender sua inocência com palavras, mas entregou sua preocupação a Deus, que Julga a todos com Justiça. (Felipenses 2 5-11)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário